EMERGÊNCIA - 47 3422.3132

Filhotes & Alimentação


Regra de ouro: Investir numa boa alimentação é um bom caminho para um filhote sadio!

Qual Alimentação Escolher?

Decida qual a melhor opção para o seu filhote, dentro do seu orçamento:

  • Rações Secas
  • Rações Úmidas
  • Alimentação Caseira*

A Cães & Gatos recomenda fortemente o uso de rações, em especial as super premium, com ingredientes balanceados e de alta qualidade.
* Algumas comidas da alimentação humana são proibidas para cães. Feijão, por exemplo, pode irritar o intestino do animal; massas, pães, doces e embutidos fazem parte de uma lista negra da alimentação canina(1).

Filhotes recém-nascidos (até 30 dias): amamentação é a mais indicada até 1 (um) mês de vida. Após esse período, rações para filhote se tornam mais adequadas.

Bebês órfãos ou afastados muito cedo de suas mamães podem ser nutridos com um substituto do leite materno, adquirido em pet shops. Leite de vaca é pouco nutritivo para os cães e gatinhos, e pode causar diarréia.

Filhotes desmamados: rações para filhotes são as mais indicadas. Elas costumam ser mais calóricas, com porções generosas de proteínas. Além disso, reforçam a imunidade dos animaizinhos e são próprias para a mastigação. Os filhotes devem ingerir ração para filhote até atingir 1 (um) ano de idade.

Se o animalzinho não estiver com a dentição pronta para mastigar a ração, recomendamos o uso de papinha de desmame: alimentação adquirida em pet shop enriquecida com ovos e farinha de trigo.

Cães a partir de 1 (um) ano de idade: ração para cães adultos: seca, úmida ou semi-úmida. Você pode misturar ração seca com ração úmida. Rações para adultos são menos calóricas, adequadas às necessidades dessa fase.

Dicas:

restos de comida, doces, massas devem ser evitados, mesmo que o cão goste ou queira comer. O cão que “pede” comida da mesa dos donos deve ser repreendido ou retirado do local das refeições familiares; nunca dê muitos suplementos;
não introduza rapidamente novidades na alimentação: mudanças alimentares devem ser feitas gradativamente para que o sistema digestivo do animal se acostume com a nova comida.

Conte sempre com a Cães&Gatos para cuidar da saúde do seu amiguinho!

__________________________________________
1 Guia de Saúde Pet. São Paulo: Ed. Abril, 2010.